Descarga do pênis durante a ereção

O processo de excitação em um homem está associado à transição do pênis para um estado ereto, que é a chave para uma relação sexual bem-sucedida. A descarga do pênis durante a ereção é considerada uma norma fisiológica e é necessária para criar um ambiente favorável para a liberação do esperma. Em alguns casos, uma alteração na natureza do muco e o aparecimento de sinais atípicos indicam um distúrbio no funcionamento do sistema geniturinário e podem estar associados a doenças. Todo homem deve saber onde terminam os limites da norma e começam as manifestações patológicas, a fim de tomar medidas oportunas para eliminar os problemas de saúde.

Por que o muco se forma

Em condições normais, a secreção nos homens quando ocorre uma ereção está associada à formação e liberação de pré-ejaculação - um líquido viscoso transparente em uma pequena quantidade. Isso não tem nada a ver com a ejaculação precoce, e o objetivo do lubrificante é neutralizar o ambiente ácido da uretra e da vagina.

descarga em homens durante a excitação

A natureza estabeleceu que o propósito da relação sexual é o processo de fertilização, e certas condições são necessárias para o movimento normal e manutenção dos espermatozóides. É para criar um ambiente ideal que um segredo transparente é alocado. Uma pequena quantidade de esperma está contida na pré-ejaculação, o que deve ser levado em consideração para prevenir uma gravidez não planejada.

A secreção de muco ocorre durante a ereção durante as preliminares com um parceiro, com excitação noturna e matinal espontânea e masturbação. O segundo objetivo da pré-ejaculação é lubrificar a membrana mucosa da uretra para facilitar a liberação e a passagem dos espermatozoides, para que o processo de ejaculação não seja acompanhado por sensações desagradáveis e dolorosas.

Assim, a descarga durante a ereção de uma pequena quantidade de muco moderadamente viscoso e completamente transparente é absolutamente normal, indicando o correto funcionamento do aparelho geniturinário e um bom nível de potência.

Descarga normal por excitação

Uma ereção é acompanhada pela liberação de muco pré-ejaculado, diretamente pela ejeção do esperma, e também nas secreções pode haver uma pequena quantidade de secreção produzida constantemente produzida pela glândula próxima à glande do pênis, smegma.

As normas fisiológicas são determinadas pela natureza e quantidade de secreção, seus indicadores físicos, bem como a ausência de sensações dolorosas e desagradáveis na uretra e na cabeça do pênis.

  • Pré-ejacular- não tem cor, é transparente, praticamente não cheira e tem uma consistência de viscosidade média. Sua secreção não é acompanhada de dor, não causa desconforto e não interfere na relação sexual. A quantidade de muco gelatinoso depende diretamente do grau de excitação: quanto mais lubrificante estiver presente antes do início da intimidade, mais forte será a ereção e mais brilhante será a sensação durante o orgasmo.
  • espermatozoides na descarga de homens quando excitados
  • Espermaé um produto produzido pelas glândulas sexuais e normalmente começa a se destacar no pico da excitação com uma ereção completa. Contém espermatozoides, estruturas proteicas, substâncias biologicamente ativas. Normalmente a cor vai do branco ao leitoso, a consistência é moderadamente viscosa e possui odor específico. A quantidade depende muito da natureza da dieta do homem, do grau de sua atividade sexual e da freqüência de contatos íntimos. O esperma é expelido durante a ejaculação da uretra e seu avanço facilita a presença de lubrificação. Após a ejaculação, a ereção enfraquece e desaparece em condições normais.
  • Smegmaé liberado constantemente e se acumula nas dobras que cobrem a glande do pênis, de modo que uma pequena quantidade está contida em todas as secreções - lubrificante, urina e esperma de um homem. É uma substância gordurosa com uma tonalidade esbranquiçada, de aspecto bastante espesso e denso. A liberação de smegma aumenta com o uso de roupas íntimas justas, procedimentos raros de água, com erros na nutrição. É um habitat e reprodução de bactérias, portanto deve ser removido regularmente. Sujeito à higiene pessoal, o smegma é quase invisível e não causa desconforto ao homem. Quando ereto, penetra no lubrificante e no sêmen, mudando sua cor e consistência.

Em condições normais, toda descarga de ereção é de natureza fisiológica, não causa transtornos e não causa preocupação nos homens quanto à aparência, cor, cheiro e quantidade. Os problemas surgem quando estruturas com características atípicas começam a se destacar.

Descarga patológica

Um homem deve ser alertado pelo aparecimento de um tipo não natural de descarga:

  • mudança de cor, a formação de tons de verde, amarelo, cinza sujo podem indicar a presença de flora bacteriana patogênica;
  • caroços, granulosidade, o aparecimento de coágulos em forma de flocos brancos indicam a possível presença de doenças sexualmente transmissíveis;
  • sangue na urina ou sêmen é um mau sinal e pode indicar a presença de lesão ou a progressão do câncer;
  • as impurezas do pus indicam com absoluta precisão processos inflamatórios no sistema geniturinário;
  • o estudo da descarga em homens com excitação
  • dor, queimação, desconforto, odor desagradável e coceira são detectados tanto nas lesões e infecções cutâneas quanto na não observância de higiene pessoal básica;
  • O aumento do desconforto durante a micção está frequentemente associado ao desenvolvimento de um extenso processo inflamatório.

É arriscado procurar a causa da mudança na composição da secreção do pênis por conta própria. O homem precisa consultar um médico o mais rápido possível para realizar um diagnóstico completo e eliminar a origem do problema.

É proibido começar a tomar medicamentos, principalmente do grupo dos antibacterianos e antiinflamatórios, para eliminar os sintomas. Tais ações irão apagar o quadro clínico e alterar os dados dos exames laboratoriais, de forma que o tratamento futuro se tornará ineficaz e se arrastará por muito tempo.

Indicadores de descarga dentro dos limites normais

Um homem pode avaliar de forma independente o grau de correspondência da descarga durante a excitação e a ocorrência de uma ereção. Os principais critérios de avaliação são a ausência de odor forte e desagradável e impurezas, tons transparentes ou esbranquiçados, densidade moderada.

Com pequenos desvios da norma, também deve ser levado em consideração que a natureza do corrimento normal depende da frequência das relações sexuais, com raras ligações, a quantidade de secreção aumenta. As normas para a quantidade de fluido liberado dependem do grau de excitação e também são determinadas por características individuais. O cheiro picante da secreção da ereção nem sempre indica uma doença. Comer alimentos salgados, defumados e condimentados pode causar uma mudança. A presença de maus hábitos no homem reduz a quantidade de fluido liberado durante uma ereção e também piora os indicadores bioquímicos e biológicos.

Os pais de adolescentes devem preparar os futuros homens para o fato de que nessa idade começarão as ereções e emissões noturnas, que serão acompanhadas de secreções. Isso é normal, não deve causar ansiedade ou medo e não tem nada a ver com as ações proibidas do cara.

Conclusão

A presença de corrimento normal durante o início de uma ereção em homens é uma espécie de indicador de saúde. É importante entender os limites da norma e, em caso de desvios alarmantes, procurar atendimento médico em tempo hábil. Em nenhum caso você deve se automedicar.

A atenção independente à própria saúde e ao estado da área genital inclui procedimentos de higiene diária, cumprimento de medidas de segurança para contatos íntimos e, idealmente, evitar relacionamentos casuais, tratamento oportuno de doenças inflamatórias e eliminação de focos de infecção no corpo, bem como exames preventivos pelo menos uma vez por ano.